segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Mcgayver explica

O café já estava prontinho, me preparava para tomá-lo quando comecei a ouvir aquele barulho de água, vindo do banheiro.

Especializada em assuntos hidráulicos, fui checar o que estava acontecendo. Levantei a tampa e fiquei olhando. A água não parava de jorrar. Tá, não jorrar como um chafariz; ela vinha na proporção certa para uma descarga, só que constantemente, tão entendendo? Eu disse que era especializada em assuntos hidráulicos - bem como seus jargões. Caramba, o negócio estava vazando, pronto!

Puxei uma válvula, nada. Tentei mexer no parafuso, nada. Aí vi a bomba e puxei-a para cima. A água parou. Soltei, voltou. Puxei, parou. Soltei, voltou.

Fiquei segurando aquele negócio, imaginando o que faria. Lembrei da sacola do Pão de Açúcar em cima da mesa - tive que passar no mercado para comprar as carolinas da Alê, fruto de uma aposta perdida... humpf...

Prguei a sacola, fiz uma "lingüicinha" e puxei a haste da bomba. Depois, prendi o plástico com a tampa da privada.

Não sei como vou usar o negócio, mas que a água parou, parou.

Um comentário:

Cazuza disse...

Já pensou em chamar um encanador??

Só vc mesmo! huahuahuahuahuahuahuahua!

Beijossss!